Desde quando fui convidado, para ser colunista desta revista tenho recebido considerações e

questionamentos que enriquecem a cada dia a minha forma de pensar e contribuir para o público do

segmento da Indústria Imobiliária. Recentemente fui interpelado por um leitor alegando o seguinte:

“Professor, gostei da coluna intitulada: “Onde estou errando” publicada na revista ADEMI Nº 8,

2009. Porém, tenho algumas dúvidas ou talvez dificuldades sobre a obtenção de resultados que

tanto eu como as pessoas têm almejado. Como o senhor poderia reforçar sua colaboração nos

orientando na transformação de planos em realidade, com mais negócios, mais realização e

conseqüente mais retorno financeiro e melhoria de vida?”

Esta coluna responde a pergunta acima da forma mais simples possível. Todo o ser humano seja ele

corretor de imóveis, engenheiro civil, arquiteto, design de interiores, pedreiro, pintor ou mesmo

não tendo uma profissão, para obter resultados positivos precisa praticar o Marketing de Atitudes.

O que vem a ser Marketing de Atitude? É uma ação que tem como consequência sair do óbvio. É

ter visão global e ser especialista naquilo que lhe compete para aumentar o valor da sua marca.

A atitude como uma ferramenta do marketing não é um fato novo, ou uma necessidade dos últimos

tempos.

Podemos exemplificar tomando como base o momento em que nos preparamos euforicamente para

o Ano Novo. Algumas pessoas esperam uma mudança de vida, caracterizada pela aquisição da casa

e/ou apartamento próprio; aumento das vendas; mais empreendimentos na construção civil;

pagamento de dívidas; aprovação em um concurso; realizar uma viagem dos sonhos; receber uma

promoção; mudar para um emprego melhor; muito dinheiro no bolso, saúde prá dar e vender”

como diz a música que é cantada em ritmo apoteótico e cheia de fé na passagem para o Ano Novo.

Alguns soltam fogos, outros rezam, outros levam oferendas e existem alguns que associam a

felicidade com anos par ou impar.

Daí surge a seguinte pergunta: O que acontece de diferente na sua vida, exatamente no segundo

que corresponde à passagem de um ano para outro? Você vem planejando e prosperando com fé?

Com coragem? Com entusiasmo? Com motivação?

Que adianta você ser uma pessoa extremamente ocupada e nunca ter tempo para planejar. Que

adianta esperar sucesso no Novo Ano, se você tem buscado aprender, mas não se predispõe à

realizar as ações que foram traçadas no plano de ação com habilidade? Que adianta viver em um

mercado imobiliário aquecido, com oportunidades de financiamentos e construção e muitos

clientes com desejos e necessidades, se você não está atuando com alta performance nesse

mercado?

Todo mundo comenta que está vivenciando um mundo de mudança, mas muitos apenas assistem a

mudança do mundo.

Portanto, não assista apenas a passagem do Ano Novo. Prepare-se para recebê-lo, como se você

estivesse aguardando a chegada de um filho e/ou convidados ilustres na sua casa. No Ano Novo

receba o seu cliente, satisfaça suas necessidades da melhor maneira possível. Faça seu diferencial.

Participe! Vivencie! Festeje! Você tem esse poder de escolha.

 

Coluna escrita para a revista ADEMI-SE Ano 3 nº10