Eu sou um vendedor e já tenho 15 anos de profissão, segundo algumas pesquisas já passei pela fase pior que é a fase do aprendizado, com maio risco de não dar certo, mas apesar de já estar nesta fase mais avançada, tenho ouvido falar muito numa tal de globalização, de competitividade, de revolução da informação e ainda alguns comentam que vendedor tem que ser um eterno aprendiz e até deve voltar para a escola para aprender a aprender. Agora imaginem eu com 45 anos, já passei por tudo na vida, 15 anos de colégio e 05 de universidade, formado há 20 anos tendo estudado no tempo que o segundo grau valia por um curso superior. Com toda essa bagagem vale a pena deixar de descansar as noites para buscar essa tal de informação?

Dizem que esses clientes estão mais sabidos e mais exigentes e que a gente tem que aprender a cumprimentá-los sorrindo, olhando olho-no- olho, se comunicar bem, ser ético, perceber o que está acontecendo no mercado, dividir o lucro com o cliente, tenho que monitorar minhas vendas, o mercado e não só minha comissão. Tenho que conhecer o produto, saber da vida do cliente descobrir as necessidades dele e ainda procurar satisfazê-lo e depois ficar perguntando se ele gostou, se quer mais. É muita bajulação… Tenho que ficar olhando para os concorrentes, imaginem olhar para quem quer me derrubar, e ainda fazer o sacrifício de fazer parcerias com eles, isso é armada do diabo.

Comentam também que devo ser amigo do fornecedor, atendê-lo bem, respeitar o representante que sempre quis ganhar as minhas custas. Olha é tanta coisa que a gente tem que fazer neste III milênio que estão até me pressionando para eu gastar com treinamento, marketing pessoal, coisas que eu nunca gostei nem pretendo engolir.

Dizem que tenho de investir em tecnologia em relacionamento interpessoal… É proibido pressionar os clientes, tem que falar e saber ouvir, entender até de Programação Neurolingüística. Tenho que agradecer todos os dias pelos clientes que eu tenho. Não posso chegar ao trabalho cansado de cara mofada, noite mal dormida…, Não posso comer na quando vou atender mais um cliente.

Na verdade eu tenho que pensar o tempo todo em atingir metas e em proporcionar vantagens para os meus clientes. Viram como eles são fiéis? Apesar de toda essa experiência eu tenho sentido muita dificuldade em fazer grandes negócios , só administro problemas, crise, todo dia me acordo com indisposição para lidar com broncas na empresa e quando chego em casa é cansado, sem vontade de ler, de buscar esse negócio de informações, de planejar ações para o dia de amanhã. A minha vontade é de deitar, dormir e curtir os pesadelos que já fazem parte das minhas noites tortuosas de adrenalina alta.

Também, depois de tanta perturbação de clientes, chateação dos meninos e insistência da mulher … Ainda acham que sou ruim por que não sei o que é motivação, para fazer as coisas diferentes. Mas também como posso viver bem, como posso crescer com essa Crise que ameaça o País e tudo que nele está. Se eu ainda fosse daqueles vendedores concorrentes que tem sorte e crescem assustadoramente… Afinal, onde foi que eu errei?