Quando se imagina que o homem já utilizou todo seu potencial e que o mercado já está saturado com relação a serviços e produtos, logo aparece uma novidade que desperta desejos e necessidades, motivando os potenciais clientes a ter um olhar diferente para a marca da empresa e o produto ou serviço que ela se propõe a comercializar.

Apesar da diversificação de soluções oferecidas para os clientes, muitas empresas surpreendem com a capacidade de se tornarem notáveis em meio a um mercado de extrema competitividade.

Organizações, profissionais e pessoas, que não procurarem se enquadrar na vanguarda transformando suas idéias em produtos, serviços ou atitudes, correm o risco de acordar no dia seguinte e perceberem sua idéia circulando no mercado já em forma de solução para o cliente em função da capacidade de agir do concorrente.

O cenário do mercado muda acompanhando o mesmo ritmo que as informações circulam nas organizações, estimulando líderes e liderados a formarem equipes de profissionais competentes para que possam justificar as pequenas diferenças e detalhes que agregam valor a um produto ou serviço. Muitas vezes algo que é novo ou diferente apresenta-se nos detalhes às vezes nas entrelinhas e, é preciso muita perícia para que com o poder da argumentação, o detalhe seja percebido como um valor a mais e de utilidade para o cliente.

Quando se tratar de protagonistas que lidam com construção civil e a comercialização de imóveis, recomenda-se ficar em vigília permanente olhando o
contexto geral do mercado para identificar quais as soluções e praticidade que facilitam a vida do cliente potencial e que signifique economia, não desprezando a relação custo x benefício.

É preciso criar a cultura da inovação. Inovar é criar atrativos que proporcionem saúde, bem estar, qualidade de vida, segurança, lazer, alegria, status, praticidade e condições adequadas. Se você estiver pensando: e se os concorrentes disponibilizarem produtos e soluções com as mesmas características acima? Como posso ser competitivo com tanta semelhança? Então, eu respondo que a inovação pode estar nos acessórios, isto é, suíte, cozinha ou sala de estar, todos os apartamentos disponibilizam.

A questão é: o que você pode inovar dentro de cada cômodo para despertar o potencial de vendas? Que tipo de inovação você, Corretor de Imóveis, pode apresentar envolvendo técnica, comportamento e valor? A segunda premissa é a mais duradoura de todas, pois a inovação que depende do profissional é bem mais difícil de ser imitada, pois cada Corretor tem uma individualidade e jeito diferente de aprender, apresentar, demonstrar e persuadir cada cliente independente de suas características próprias.

Se uma empresa vai construir um condomínio e idealizou algo novo para o projeto, essa atitude é uma inovação. Dessa forma a empresa está sendo proativa, antecipando-se as surpresas ou possíveis situações complexas do mercado. Para isso, a empresa tem que ser ágil entre a idéia e a materialização, pois o tangível é fácil de ser clonado.

Para o Corretor de Imóveis garantir sua participação no mundo competitivo será necessário ser um idealizador de soluções diferentes, ver o invisível que está no visível, e ter uma análise crítica para apresentar da melhor forma um produto ou serviço com diferenças específicas. Ser inovador é descobrir novos caminhos, superar obstáculos e romper as resistências inibidoras do poder competitivo.